A incrível história da publicitária Monah Legat que sonhava em ser uma nômade digital

Você conhece o termo nômade digital? Sonha com uma vida mais livre, fora dos padrões convencionais? Então, prepare-se. A história da publicitária Monah Legat, à frente do projeto Soul Nômade, vai deixar você verdadeiramente inspirada. Ela é a prova viva de que é possível, sim, encontrar formas de aliar trabalho, viagens e paixão pelo que se faz.

Ficou curiosa para conferir em detalhes a história incrível de Monah e suas viagens?

Então, siga a leitura e explore os bastidores do Soul Nômade – que ela revelou com exclusividade em entrevista ao fanfoto!

Liberdade, a inspiração para uma vida de nômade digital

O “clique” de Monah aconteceu no final de 2016. “Eu já estava há 8 anos trabalhando no Marketing de uma multinacional, já tinha vivido todas as experiências possíveis lá. Foi quando senti que havia uma oportunidade de mudar e fazer algo diferente. Não queria mais que minha vida fosse ‘só’ isso”, recorda.

Essencialmente, o que Monah queria era retomar o controle da própria vida. “Sabe quando parece que você se vê por fora, vivendo aquela rotina e se pergunta: ‘é assim que vai ser até eu me aposentar?’ Não era isso que eu queria. Aí tomei a decisão de pedir demissão e viver como nômade”, revela.

Em 2017, Monah tirou um ano sabático e passou esse período todo fora do Brasil, experimentando a vida local em diferentes continentes – 3 meses em cada um, mais precisamente. Primeiro foi para a Austrália, depois para Ásia, em seguida Europa e, por fim, África.

“Em 2018, voltei e fiquei com aquela questão: depois de contemplar tantas pessoas diferentes e formas de se trabalhar e ganhar dinheiro, como vou simplesmente voltar para minha vida ‘comum’?”, relembra. Foi então que ela decidiu começar a estruturar o próprio negócio, para que pudesse trabalhar e viajar ao mesmo tempo.

Por ser profissional de marketing, Monah conseguiu juntar duas paixões: marketing e viagens, criando um e-commerce e produzindo conteúdo em parceria com agências de intercâmbio. Assim nasceu a empresa dela: Soul Nômade.

Ser nômade digital, para Monah, é justamente isto: ter liberdade para viver a vida que você quiser.

O protagonismo das fotografias na vida de nômade digital

Entre uma viagem e outra, as fotografias tiveram – e ainda têm – um papel essencial na vida de Monah. Elas lhe ajudam a assimilar todas as experiências vividas.

“As fotografias representam quase tudo em uma viagem. A gente vive muitas experiências e situações emocionantes. Mas, se não temos uma lembrança, algo que faça a gente recordar tudo isso e projetar todos os sentimentos que tivemos ao viver aquilo, fica aquele vazio na volta. Eu tiro milhares de fotos!”, revela Monah.

Ela explica, ainda, que suas diversas viagens pelos continentes a fizeram desenvolver estratégias específicas para compor cliques incríveis.

“Depois de viajar bastante, você também começa a ter um estilo próprio de fotografia e desenvolve um olhar estratégico: qual ângulo é melhor, como esconder as pessoas atrás de você – e até criar táticas de como pedir para as pessoas tirarem fotos”, recorda.

De forma geral, a nômade digital acredita que a fotografia nas viagens tem um poder imenso de aumentar a autoconfiança. “É emocionante ver uma foto e relembrar tudo o que você passou para chegar até ali. Todos os obstáculos superados. A rotina que você mudou”, resume.

Para Monah, a fotografia não é só um retrato do passado – mas, sim, um estímulo para novas metas de futuro. “Quando você vê uma foto e pensa ‘caramba, que impressionante! Eu cheguei a esse lugar!’, você fica motivado a querer mais e ir em busca de novas formas de realização e superação.

E aí, gostou de conhecer a história inspiradora da Monah? Se você quer acompanhar os insights sobre viagens e experiências, aproveite para seguir o perfil dela no Instagram: @soulnomade_

E, se você ficou inspirada com o conteúdo desta matéria, aproveite para compartilhar com as amigas que são apaixonadas por viagens nas redes sociais!